Timidez e Fobia Social

Você é tímido?

Por Maria Copetti (psicóloga clínica)

A pessoa tímida se preocupa excessivamente com aquilo que o outro pensa a seu respeito e por esse motivo, não consegue expor seus pensamentos e sentimentos tendo dificuldade de interagir socialmente.

Os sentimento preponderantes dos tímidos são o MEDO e a VERGONHA.

Vergonha por acreditar que possui alguma caracteristica “errada” ou “anormal” e medo do que os outros irão pensar se perceberem isso.

Muitas vezes essa característica “anormal’ é fruto de uma distorção cognitiva, outras vezes ela pode ser decorrente da falta de habilidades social.

Habilidades Sociais são “… um conjunto de comportamentos emitidos por um indivíduo em um contexto interpessoal que expressa sentimentos, atitudes, desejos, opiniões ou direitos desse indivíduo de modo adequado à situação, respeitando esses comportamentos nos demais, e que geralmente resolve os problemas imediatos da situação enquanto minimizando a probabilidade de futuros problemas“. (Caballo, 2006)

Ou seja, ter habilidades sociais significa ter ferramentas que permitam interagir socialmente, como, conseguir iniciar uma conversa, emitir uma opinião ou fazer uma crítica.

Darwin acreditava ser este sentimento o mais peculiar e o mais humano de todas as expressões, e que seu surgimento depende de dois elementos: a reflexão sobre si mesmo de alguma característica de aparência pessoal; e o pensamento sobre o que os outros pensam de nós.

Manifestações da vergonha no corpo: corar das faces (blushing), a dor, e a vontade de desaparecer, de tornar-se invisível.

Algumas das causas:

  • Auto estima baixa
  • Auto crítica exagerada
  • Pouca habilidade social
  • Reação aprendida pelo cérebro de “alarme” em situações sociais

Situações em que a ansiedade social pode ser acentuada

  • Conhecer pessoas novas
  • Ser o centro das atenções
  • Ser observado ao desempenhar algo
  • Ser criticado
  • Falar com pessoas importantes (figuras de autoridade)
  • Ser chamado na sala de aula
  • Sair para um encontro
  • Falar no telefone
  • Comer em público
  • Usar o banheiro público
  • Falar em um grupo de pessoas

Conseguir realizar essas tarefas com um certo desconforto é normal, o problema é quando a pessoa passa a evitar essas situações para livrar-se da ansiedade antecipatória e do sofrimento em excesso.
Família de origem: Geralmente crescem em famílias muito crítica, exigentes ou punitivas.

FOBIA SOCIAL
A timidez se torna uma patologia, chamada de Transtorno de Ansiedade Social, quando o medo de estar sendo observado e julgado pelos outros e de ser envergonhado por suas ações, se torna persistente e crônico, causando prejuízo e sofrimento na vida da pessoa.

Risco aumentado para desenvolver depressão e dependência química.

Faça um teste rápido para descobrir se você possui Fobia Social/Transtorno de Ansiedade Social*

Avalie, atualmente, o quanto você se identifica com as seguintes situações:

Nada = 0
Um pouco = 1
Moderadamente = 2
Bastante = 3
Extremamente = 4

1 – Evito fazer coisas ou falar com certas pessoas por medo de ficar envergonhado.

2 – Evito atividades nas quais sou o centro das atenções.

3 – Ficar envergonhado ou parecer bobo são os meus maiores temores.

Resultado:

Uma contagem igual ou superior a 7 representa um provável diagnóstico de fobia social.

* Baseado no Teste Mini-SPIN (Mini-Inventário de Fobia Social). Esse teste não possui valor diagnóstico e não pode ser utilizado como substituto de uma avaliação presencial.

A boa notícia é que felizmente tanto a timidez quanto a fobia social quando tratadas adequadamente apresentam, na grande maioria dos casos, uma melhora significativa.

Timidezinfografico

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>