Quadro Saúde Mental

O poder da meditação

A capa de Zero Hora de domingo estampou uma matéria do caderno Donna sobre meditação e seus benefícios para a saúde.

Foi-se o tempo em que a meditação era considerada apenas uma atividade mística sem embasamento teórico. Nos últimos anos, a meditação ganhou respaldo Médico, e pesquisadores ocidentais começaram a entender por que, afinal, meditar funciona tão bem, e para tantos problemas de saúde diferentes.

Tem sido constatado por diferentes estudos científicos que a Meditação ajuda a diminuir a ansiedade, pode melhorar a concentração, e também ajudar as pessoas a viverem mais e melhor.

Em uma era de muitos estímulos e informações digitais, pesquisadores renomados têm dedicado tempo e dinheiro para provar que exercícios de relaxamento mental podem ser fundamentais na qualidade de vida.

Para alguns cientistas, a prática de meditação altera as estruturas cerebrais, mudando o padrão de suas ondas e protegendo contra a depressão e os efeitos do estresse.

Estudos realizados no Brasil pela equipe do Instituto do Cérebro do Hospital Israelita Albert Einstein, mostram que quem pratica Meditação tem a capacidade de executar tarefas usando menos neurônios que aquelas pessoas que não praticam meditação, ou seja, quem medita economiza o próprio cérebro.

E com todas estas constatações, fica fácil perceber que ficou para trás dos anos 2000 a visão de que para meditar era necessário ser budista, usar bata longa e terceiro olho.

Para praticar técnicas de Meditação não existe hora, lugar, profissão ou religião. Qualquer pessoa pode meditar.

Personagens conhecidos no mundo todo praticam Meditação: Steve Jobs, o fundador da Apple, consagrou a prática budista no meio empresarial e ganhou adeptos mundo afora; o ex-vice-presidente americano Al Gore, a atriz Demi Moore, nossa atriz nacional Claudia Ohana, a cantora Luiza Possi, as top model’s Alessandra Ambrósio e Gisele Bündchene, e até mesmo a nossa Presidenta Dilma Rousseff.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>