Quadro Saúde Mental

Crianças costumam se esquivar de situações que gerem ansiedade

Desde cedo podemos notar claramente que algumas crianças são mais inibidas que as outras. Porém, os transtornos de ansiedade de inicio na infância ficam mais aparentes no início da vida escolar, quando novas exigências são cobradas das crianças, tais como ficar longe dos pais ou apresentar-se oralmente na frente da turma. Estes tipos de situações geram ansiedade imediata em crianças ansiosas, manifestando-se através de inquietude, choro, tremores, dores na barriga, dor de cabeça, dor no peito, náuseas, vômitos e boca seca. Crianças ansiosas tendem a apresentar preocupações excessivas quanto ao seu desempenho escolar ou esportivo, mesmo quando não estão sendo avaliadas por outros. Em geral são conformistas, perfeccionistas e ao mesmo tempo inseguras, buscando excessivo zelo em busca da aprovação de terceiros.
É comum que a criança se esquive frequentemente das situações que gerem ansiedade para ela. Faltar aula no dia da apresentação, ir ao banheiro quando a professora pede para apresentar-se são alguns exemplos de comportamentos de esquiva. No entanto, a esquiva aumenta o medo, tornando cada vez mais disfuncional o comportamento evitativo da criança.
Os transtornos de ansiedade na infância são comuns, podendo ocorrer em até 10% das crianças em idade escolar. Dentre eles, os mais comuns são: Transtorno de Ansiedade de Separação, Fobia Social e Transtorno de Ansiedade Generalizada; sendo que é comum que eles ocorram juntos no mesmo indivíduo.
A CRIANÇA PODE NÃO PERCEBER QUE SEU MEDO É IRRACIONAL. Por isso a importância de pais e professores em estarem atentos a estes sintomas, identificando-os precocemente no intuito de encaminhar o mais breve possível para o tratamento. Este pode prevenir o agravamento e a permanência dos sintomas ansiosos ao longo da vida deste indivíduo. Assim evitamos com que a criança desenvolva no futuro outros transtornos tais como a depressão, o pânico ou a dependência química, ou torne-se um adulto com limitações sociais, afetivas e empregatícias.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>