Quadro Saúde Mental

Caligrafia pode detectar estágio inicial do mal de Parkinson

Estudo israelense publicado recentemente que mostra que a caligrafia pode detectar estágios iniciais do mal de Parkinson. Segundo essa pesquisa, apenas com papel e lápis é possível saber com décadas de antecedência se alguém vai desenvolver o mal de Parkinson, doença ainda sem cura, que causa a morte progressiva de células nervosas em áreas do cérebro que controlam o movimento muscular.

Pois esse estudo alega que é possível detectar os primeiros sinais da doença através da caligrafia. Segundo os pesquisadores, a escrita é como uma janela para o cérebro. Nuances sutis no desenho de letras, então, podem ser pistas de que algo está errado dentro da massa cinzenta.

Tal pesquisa defende que o cérebro afetado pelo Parkinson apresenta enfraquecimento das habilidades cognitivas antes das habilidades motoras, portanto é mais fácil detectar problemas através da escrita do que através de outras atividades, como andar e dirigir. Pessoas com sinais iniciais de Parkinson começam a escrever com letras menores e aplicar menos pressão no papel. Mas a maior indicação é o tempo em que a caneta fica no ar entre uma letra ou uma palavra e outra. Em geral, as pessoas planejam a próxima palavra rapidamente, mas quem sofre de Parkinson leva mais tempo.

O mal de Parkinson afeta 10 milhões de pessoas em todo o mundo, que sofrem de sintomas como tremores, falta de equilíbrio e rigidez muscular. Atualmente, os médicos só conseguem diagnosticar a doença pela observação desses sintomas clínicos, que aparecem em estágios mais avançados da doença, ou através de alguns exames de imagem, que apenas são sugestivos da doença, não havendo nenhum exame específico para detectá-la.

Portanto, Identificar as mudanças na caligrafia pode levar ao diagnóstico precoce da doença e a uma intervenção antes do diagnóstico clínico do Parkinson, o que pode amenizar bastante essa doença.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Comments (1)

  1. Boa tarde!

    Sou estudante de psicologia e estou escrevendo um trabalho sobre mal de parkinson , Gostaria de saber mais detalhes sobre essa pesquisa , tem algum outro site e ou livro que contenha mais informaçoes?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>