Quadro Saúde Mental

Especialista aponta que mulheres são mais propensas à depressão

Dr. Fábio Vitória

A depressão, tratada por especialistas como a doença do século, tem apresentado crescimento nos últimos anos. Segundo o médico psiquiatra Fábio Vitória, mulheres na faixa de 35 anos apresentam maior índice de transtornos depressivos. A classe é a que mais procura tratamento psicológico.

Estudos da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que a partir de 2030, a depressão será a doença prevalente no mundo. Vitória não discorda da constatação. Conta que ”a busca pelo tratamento se sobressai”.

O médico psiquiatra explica que a depressão não é definida através da idade, gênero ou classe sócio econômica do indivíduo. Mas, conta que o perfil feminino registra a maioria dos casos.
Diferentes causas caracterizam a depressão. Um dos fatores é o neuroquímico, que explica-se através de uma alteração de neurotransmissores, que quando não estão adequados no sistema nervoso central, podem ocasionar a doença.

Já como sintomas, Vitória estabelece a tristeza, a perda do ânimo, choro intenso, irritabilidade, insônia e alterações de apetite como os principais. Circula que é necessário que o paciente apresente os indícios há, no mínimo, duas semanas.

Porém, os sintomas podem variar. A depressão em crianças, adolescentes e jovens apresenta indícios de irritabilidade. Já nos idosos, manifesta-se através da inquietabilidade.

Para o psiquiatra, o auxílio médico é fundamental em todos os casos. Fala que quando caracterizado como transtorno depressivo, necessita de tratamento médico. Afirma ainda que ”tentar reverter o caso sem tratamento é inútil e agrava ainda mais o quadro”. NR

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>